Analisando Acidentes do Trabalho

Home / Uncategorized / Analisando Acidentes do Trabalho

Pegamos como exemplo esse acidente na reportagem:

Homem tem dedos amputados após acidente de trabalho, dizem bombeiros.

Vítima em Uberaba foi atingida por viga de concreto e levada para hospital.

Um trabalhador de 42 anos sofreu um acidente de trabalho e precisou ter os dedos do pé esquerdo amputados, nesta terça-feira (17), em Uberaba. O homem estava auxiliando na demolição de paredes em uma obra na Avenida Santos Dumont, quando foi atingido por uma viga de concreto.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, que prestou atendimento, o objeto caiu sobre o pé esquerdo causando fratura exposta. No momento do acidente, ele não utilizava bota com proteção adequada, apenas um tênis comum.

A vítima foi encaminhada para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), onde segundo os militares, foi constatada a necessidade de amputação. O repórter tentou contato por telefone com o responsável pela obra, mas não obteve êxito até a publicação desta reportagem. 

analisando-acidentes-do-trabalho1

Foto do local do acidente

 

Analisando as informações e a foto dessa reportagem, podemos evidenciar varias prováveis falhas na atividade:

  1. Falta do PPRA – Programa de Prevenção dos Riscos Ambientais e a gestão dos riscos do programa;
  2. Falta da analise dos riscos da atividade exercida pelos trabalhadores da obra;
  3. Falta de planejamento pelos responsáveis da obra;
  4. Falta de DDS – Dialogo Diário de Segurança ao inicio da atividade;
  5. Falta dos equipamentos de proteção Individual e Coletiva;
  6. Falta de sinalização e isolamento dos perigos e riscos da atividade;
  7. Falta do treinamento de integração, Ordens de serviços, Trabalhos em Altura e Segurança para Demolição;
  8. Falta de fiscalização pelo contratante e responsável legalmente habilitado pela obra, conforme especificado na norma regulamentadora NR – 18;
  9. Falta de procedimento adequado para atividade, demolição realizada de forma improvisada gerando risco iminente;
  10. Falta de plano de atendimento à emergências;
  11. Falta de profissional da área de segurança do trabalho acompanhando a atividade;
  12. Risco de queda de objetos e trabalhadores;
  13. Geração de poluição do ar por causa da poeira;
  14. Acidente pode ter sido causado pela falta de organização e limpeza do entulho gerado;
  15. A mão de obra não possuía capacitação para atividade de demolição;
  16. Visão equivocada sobre os riscos da atividade de demolição.

Em uma simples analise, podemos citar várias possíveis causas desse acidente, percebemos pela foto que a maioria delas não estavam sendo atendidas no momento do acidente, e por isso o risco iminente, podendo ter acontecido acidente fatal nessa obra.


analisando-acidentes-do-trabalho1

Fonte:http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2016/05/homem-tem-pe-amputado-apos-acidente-de-trabalho-dizem-bombeiros.html

Deixe uma resposta